.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Até sempre... Joana...

. Metamorfese em Mim

. Hora de Mudança...

. Amo-Te...

. Dois anos passados...

. Contigo...

. Está na hora...

. Saudades... de mãe...

. 18 meses...

. Os Amores da Minha Vida:

.arquivos

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.tags

. todas as tags

.as minhas fotos

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds

Sexta-feira, 21 de Março de 2008

Sol da Minha Vida!

bebes - Recados e Imagens

Hoje, quero falar de ti,,,

Quero falar de como tudo começou, onde tu, minha querida e amada filha, ainda eras um sonho desenhado nas asas do vento,,,

Quero falar do primeiro momento em que tive a confirmação que tu tinhas chegado até nós,,,

Quero falar do primeiro dia em que te vi, que eras apenas um pequeno feijãozinho que mexia de um lado para o outro como que me dizendo: "mãe, eu estou aqui!",,,

Quero falar dos sentimentos, das emoções de tudo que tu trouxes à nossa vida, minha filha, de quanto foste, és e séras sempre muito importante para nós,,,

Quero falar de como te senti crescer e como isso me fazia sentir especial,,,

Quero falar das ecografias, das tuãs mãozinhas,,, dos teus pézinhos,,, do teu coraçãozinho que batia tão forte, minha filha, quero falar de tudo que guardo sagradamente em minha memória,,,

Quero falar da última vez em que te vi mexer dentro de mim, da brincadeira do médico falando que tu tinhas virado o rabinho para ele,,, de como ele mexeu em minha barriga e como tu mexias, minha filha,,, como numa dança de despedida,,,

Quero falar do dia em que a sala quente do hospital se tornou num glaciar imponente de morte quando aquelas crueis palavras se fizeram ouvir,,,

Quero falar da tua partida,,, de quando o teu coraçãozinho deixou de bater,,,

Quero falar da tua morte, meu anjo, do finalizar do nosso sonho físico,,, da certeza que não ias estar mais conosco em Maio como tanto sonhamos,,,

Quero falar da imensa dor que a tua partida me fez sentir, do desespero,,, da raiva,,, esta imensa impotência de mudar o destino que nos sufoca e nos fere até à alma,,,

Quero falar do meu internamento do hospital, dos lados oposto das emoções que senti,,, de um lado, a protecção que ele ambiente me transmitia,,, por outro, o confronto com a dura e cruel realidade,,,

Quero falar das minhas dores, que durantes quase 48 horas consumiram meu corpo,,,

Quero falar da sala de partos, no fim do corredor,,, onde eu te tive pela ùltima vez, onde eu te senti sair de mim, como num roubo silêncioso de um ladrão que fez com que tu, minha filha amada, não viesses para os meus braços,,,

Quero falar do choro dos outros bebés, bem ali ao lado, onde a mãe estava,,, vazia,,, sem mundo,,, como que metida numa redona de vidro aparte de tudo,,, alucinada na tentativa de fugir daquela realidade,,,

Quero falar do dia em que aceitei as tuas asas, em que te imaginei no Céu ao colo de Deus,,,

Quero falar dos outros anjinhos que conheci e que tranquilizaram a minha alma,,,

Filha,,, hoje, eu quero falar de ti, porque a saudade aperta forte meu coração, porque sinto a tua falta,,, porque não sou Deus,,, que à 2008 anos atrás teve o poder de Ressuscitar seu amado Filho,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,

Filha, eu não posso fazer isso, por ti, mas queria tanto,,, mesmo sabendo que o Pai do Céu te pode dar tudo melhor que eu, filha,,, eu queria ter esse poder, eu queria te ter aqui comigo,,,

...

Hoje, fomos comprar uma prendinha para a priminha Inês, a minha doce afilhada,,, sabes, filha, as coisas não estão fácil,,, então, é só uma lembrancinha,,, mas é dada com Muito Amor,,,

Passei pela roupa de bebé,,, e doeu porque não tinha para quem comprar um miminho, por mais pequeno que fosse,,,

Fiquei ali, parada,,, a olhar,,,

Aquele vestidinho de ganga que eu sempre adorei para ti,,,os lacinhos,,, as sainhas de roda,,, aquelas pecinhas todas cor de rosa,,,

Meu Deus,,, como doi, ver, tocar,,, e ficar sonhando com algo que já se perdeu,,, mas preciso de o fazer, porque é a minha forma de lidar com a dor, de a aceitar, de fazer o meu luto e acreditar que o meu caminho voltará de novo, um dia a ser repeleto de Luz!

Tenho de o fazer por ti, meu amor, para que eu possa falar de ti com a alma mais aliviada!

...

Hoje e sempre eu quero falar de ti, meu anjinho lindo da mãe!

 

te amo - Recados e Imagens

tags:
publicado por lara_meu_anjo_escondido às 14:56
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Irmã de Lara a 23 de Março de 2008 às 00:07
Cinco messe esperei .Eras o sol da minha vida,continuas a ser,ne mas pronto tu sabes que é diferente
De paulasantos a 24 de Março de 2008 às 13:33
Fazes bem em falar da tua Lara, do que te vai na alma minha amiga...
Ela está lá em cima contente com a familia linda que tem e ela adora-vos a todos...
A vida dela tinha outro destino, senao o crescer ao vosso lado, mas estarao sempre com ela...
beijos gds

Comentar post